5G Latin America is part of the Informa Tech Division of Informa PLC

This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 3099067.

Informa

Entrevista exclusiva: Wagner Morais, consultor de seguridad cibernética en VIVO Brasil

Antes de unirse a nuestro Panel de Seguridad en 5G América Latina 2020, Wagner Morais, Consultor de Seguridad Cibernética en VIVO Brasil, se tomó un tiempo para discutir las nuevas amenazas de seguridad que rodean la aparición de 5G en América Latina y cómo el ecosistema puede superarlas. desafíos emergentes

5G Latin America: Na sua opinião, quais são as ameaças mais recentes à segurança do 5G na América Latina?

Wagner Morais: A maior ameaça a segurança de 5G é descumprir com estas práticas e não implantar mecanismos de supervisão contínua no tocante a segurança visando a integridade do plano de controle e de administração, bem como implementação de mecanismos de supervisão das interconexões (IPx). Boa parte das ameaças e fraudes começam pelas interconexões de rede.Uma coisa certa é que a rede 5G vai herdar todas as vulnerabilidades das redes 4G,e pesquisas indicam que 100% das redes 5G são vulneraveis a ataques do tipo Denial of Service(dos), a privacidade é outro desafio ameaças como ataques semânticos de informação, ataques de tempo, e ataques de fronteira visam principalmente a privacidade localização de assinantes.


5G Latin America: Quais são as novas ameaças que estão sendo criadas pela mudança para o 5G na América Latina?

Wagner Morais: Além das vulnerabilidades herdadas da rede 4G , vamos ter o crescimento dos ataques DDos , e a possibilidade de explorar falhas para rastrear a localização do celular e até mesmo transmitir alertas de emergência falsos.


5G Latin America: A construção de infraestrutura é motivo de preocupação ou de oportunidade para nova arquitetura de segurança?

Wagner Morais: A infraestrutura 5G continua sendo a tecnologia mais disruptiva dos últimos anos, entendo que é uma oportunidade de explorar essa tecnologia e a demanda pela infraestrutura 5G e os incríveis benefícios oferecidos por essa tecnologia estimularam o investimento dos principais participantes do mercado.A arquitetura de segurança é um grande desafio , pois novas ameaças surgiram e muitos desafiso estão por vir.

5G Latin America: Quais são as suas recomendações para que os provedores de serviços e soluções evitem esses medos de segurança?

Wagner Morais: Investimento na infraestrura e parcerias com Empresas que já possuem ferramentas e soluções de segurança para as redes 4 e 5G com resultados positivos comprovados e segurança da rede pois uma maior exposição a ataques e um maior número de potenciais pontos de entrada para atacantes. Com as redes 5G cada vez mais baseadas em software, estão a ganhar importância os riscos associados a importantes falhas de segurança, como os decorrentes de maus processos de desenvolvimento de software nos próprios fornecedores.Por isso a necessecidade de pesquisas e investimentos na segurança.


5G Latin America: Que dificuldades os tipos de IoT e as novas verticais de negócios apresentam em termos desta pergunta de segurança?

Wagner Morais: Uma das maiores preocupações será com a quantidade de dispositivos IoT conectados. Empresas de segurança afirmam que até 2020 serão cerca de 20 bilhões desses dispositivos. E, não à toa, o número de ataques à Internet das Coisas está aumentando porque a proteção do dispositivo é ruim e a distribuição de malware é facilmente escalável. A empresa encontrou no último ano 800 mil dispositivos vulneráveis. E, para evitar ataques de grande capacidade de destruição, com ameaça de interrupção dos serviços, as operadoras com 5G terão que desenvolver novos modelos de ameaças mais sintonizados com essas realidades.


5G Latin America: Quais são as suas recomendações para superar esses desafios?

Wagner Morais: Todas as boas práticas de segurança relativas a segregação de toda infra-estrutura de controle, de separação (micro/nano segmentação) de recursos reduzindo possíveis superfícies de ataque, bem como políticas de hardening e de homologação de equipamentos do ponto de vista de segurança são necessárias, a segurança do 5G começa “por design”, isto é , todos componentes são projetados com viés de segurança. Além disto é necessária a criação de mecanismos de auditoria contínua de segurança nos vários planos (controle, dados, administração). Não esquecendo do treinamento contínuo e sensibilização dos times que trabalham nos sistemas 5G.

A WAGNER MORAIS FALARÁ NO PAINEL 'SEGURANÇA 101: COMPREENDENDO AS FERRAMENTAS PARA UM PAINEL DE REDE SEGURA' NA 5G AMÉRICA LATINA 2020 (27-29 DE ABRIL, BRASIL).

Juntando-se a uma linha de alto-falantes composta por especialistas renomados de operadoras como Oi, Claro, TIM Brasil e BT, além de importantes analistas e reguladores do setor, você pode adquirir seu ingresso para ver Wagner - e todos os 40 de nossos palestrantes - em o único evento na América Latina dedicado ao 5G clicando abaixo.